Sobre ídolos e estátuas

estatua fernandao

Fernandão | Foto: Inter

Há uma outra semelhança entre Lisboa e Brasil, mais especificamente Porto Alegre, que me veio à mente neste 2 de junho: o futebol. Em ambas as cidades, há clubes vencedores e populares que vestem vermelho, no caso Benfica e Inter. E tanto no Estádio da Luz, na capital portuguesa, quanto no porto-alegrense Beira-Rio existem estátuas homenageando grandes ídolos destes clubes: Eusébio e Fernandão, respectivamente.

Escrevi que me veio à mente, porque logo neste 2 de junho – a cinco dias do primeiro aniversário da trágica morte de Fernandão – o clube vermelho gaúcho destruiu o memorial que lá existia. Por memorial entenda-se uma construção já sem uso, mas onde havia centenas de mensagens e homenagens de torcedores ao falecido ídolo. Colocadas ali de forma espontânea, bem antes da inauguração da estátua, que só ocorreu seis meses depois, em uma das cenas mais belas que já vi serem fotografadas.

Sejamos racionais: era uma estrutura provisória que não ficaria ali muito tempo mais. De repente já nem estaria ali se não tivesse tanto apelo nela. Até 2014, era o Centro de Visitação das obras do Beira-Rio, que já terminaram há mais de um ano. E polui um pouco, sim, a vista da fachada do estádio.

Foto roubartilhada de Samuel Maciel

Foto do Samuel Maciel / Correio do Povo

Por outro lado, a falta de tato do clube ao destruir tal estrutura sem aviso prévio e justamente na semana em que se completa um ano da perda de Fernandão é, no mínimo, lamentável. Não sei se era possível preservar – e não apenas “documentar” como o Inter diz ter feito –, fato é que não deveria ter sido agora. E tenho a impressão que, daqui a alguns anos, ainda vão se perguntar o porquê deste ato.

Eusebio

Eusébio e o Estádio da Luz

Enquanto há esta nova polêmica aqui, do outro lado do oceano, a estátua de Eusébio, igualmente falecido em 2014, aos 71 anos, se destaca no Estádio da Luz. Trata-se de uma estátua bonita, simbólica, independente de cores clubísticas. Passado quase ano e meio da sua morte já não havia mais sinal das flores e homenagens deixadas lá na época. A imagem fica ao lado de um espaço dedicado aos sócios que ajudaram na reforma do Estádio, em 2010.

Com um dos maiores quadros sociais do mundo, o Benfica tem um forte apelo popular. E, apesar de ser um clube que conta com a Adidas como fornecedora de material, tem em seu estádio uma loja com produtos próprios. Nesta loja há de todo tipo de coisa alusiva ao clube, de vinho a busto do Eusébio. De tudo, com exceção ao uniforme oficial, que se compra na loja ao lado, da Adidas. Dentre alguns estádios que já visitei, este é o único caso que vi. Geralmente, a loja dos clubes no estádio é mais uma filial da fornecedora do que necessariamente um local onde se encontra produtos exclusivos da própria instituição. Eusebio 2 Nem sempre é fácil, mas clubes populares precisam cuidar e zelar tanto de ídolos quanto de sua torcida, afinal. Aqui, em Portugal ou em qualquer lugar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s