Diários Mexicanos: Yucatán

yucatan

Numa rápida passagem pelo México, passei por dois estados: Quintana Roo e Yucatán. Talvez mal reparasse que me encontrava no primeiro, mas é impossível não saber que se está em Yucatán.

Impossível porque os yucatecos fazem questão de lembrar que os visitantes estão… em Yucatán. Em uma série de souvenires, temperos, comidas e bebidas típicas que remetem a este canto do México, um braço em direção. É notável um certo orgulho no ar. Coisa que um gaúcho repara logo.

caveiras

Caveiras: algo que rende mucha plata

Por exemplo: o turista logo lê que está em “Mérida, Yucatán, México”. Quando vai a Quintana Roo, comprará um cartão postal “Cancún – México”. É um povo orgulhoso, mais ou menos como um certo estado sulista brasileiro. Não chega a surpreender que lá pelos idos da metade do século XIX tenha se separado e criado uma república própria – reintegrada ao México logo depois.

Yucatán, assim os estados mexicanos de Campeche, Quintana Roo, Chiapas e Tabasco, além de Guatemala, Belize e partes de El Salvador e Honduras, foi a área onde a civilização maia viveu. E vive, de certa forma, ao movimentar o comércio com o turismo na forma de estampas em camisas e mais variados objetos e também em livros sobre o que era o este canto de América Central muitos séculos atrás.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s