Um perigo chamado resignação

praoa_cvica_co_muo_co_oscar_niemeyer_grande

Abrir os punhos nos faz sangrar?| Imagem: EBC

Existe um grande perigo que nos cerca, nestes dias de notícias ruins. Nem sempre perceptível, mas determinante na nossa vida: a resignação. Ela, que surge como um caminho mais tranquilo ante a todas estas infindáveis discussões. Ela se aproxima e oferece um confortável “deixa pra lá”.

Diz o dicionário Michaelis: resignar(-se) é “conformar-se pacientemente, sem se revoltar”. E aqui não viso pregar a revolta em si, mas a insistência na defesa daquilo que acreditamos ser o certo e o justo – e que, em certa hora, sim, cansa de se defender.

A resignação é suspirar imaginando que um eventual governo Donald Trump possa não ser tão ruim assim – ainda mais agora que ele aparece crescendo nas pesquisas, mesmo após ser ridicularizado no início da campanha. Houve quantidade expressiva de eleitores norte-americanos que resignou-se, pois. Um muro de xenofobia pode ser bom nestes tempos tão conectados, afinal. Quem sabe não copia-se o modelo daqui a dois anos no Brasil?

Resignar-se ao ter de receber parcos salários parcelados como rotina e não como exceção. E ouvir que é necessário o sacrifício em nome de um bem que não tem prazo para chegar. “Não pense em crise, trabalhe”, eles ressoam.

Ir à luta contra a resignação, nesses casos, é ter de ouvir xingamentos de quem está preso no trânsito por causa do protesto, é ler absurdos de novos mentores dos tempos ultra-modernos nas redes sociais. Ter de encarar gente que incita o ódio, gente que não gosta de contexto ou que ignora fatos contraditórios por apego ao discurso.

A resignação nos minimiza, nos deixa a mercê do perigoso Gahn Bin Arra. “Ah, não é o prefeito, o governador ou o presidente que vai mudar a minha vida.” A resignação é uma água quentinha para nossas mãos geladas. É lavar as mãos e aceitar uma realidade cada vez mais “1984”. Só faltará o Ministério do Amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s