Rápidas uruguaias, parte 6

Moral pouca é bobagem
   “La moral de la seleción está tan alta como las estrellas.” Parafraseio a mensagem que vi num muro de Havana três anos atrás para dar uma certa noção de como andam os uruguaios por esses dias, pós-título da Copa América.
   Volta e meia se cruza com um Forlán impresso para alguma peça publicitária e o Luís Suarez (aquele atacante-goleiro) estampa a capa da Caras: “Sempre quis que minha filha tivesse o pai campeão da América”, conta ele.
   Sobressaltada, a paixão em azul claro tomou conta de Montevidéu mesmo quase um mês após o 3 a 0 sobre o Paraguai. O governo vai no embalo e parabenizou seu grupo campeão com diversas estampas “Orgullo Celeste”.

Montevideo fría, pero muy buena
   Em dois dias com muito sol em Montevidéu, a temperatura não superou os 16°C. Caminhando – e agasalhado – é tranquilo, mas é parar e tremer. Ainda assim, as sorveterias seguem contabilizando pesos. Mestre na arte do sorvete, o povo platino é fã de um bom helado.

¿Tarjeta? ¡No!
   Falando em dinheiro, eis um dos fatores que separa o Uruguai da modernidade: cartões de crédito e débito. Apesar de ter – pelo menos nas voltas da 18 de Julio, no aeroporto e na rodoviária – pontos onde é possível o estrangeiro sacar dólares ou pesos, ainda é relativamente baixo o número de estabelecimentos que aceitam cartões.
   Se você, caro (a) leitor, é daqueles que têm o costume de andar com pouco dinheiro em espécie e ir jogando as contas para o cartão, readapte-se.
   Acho que é por isso – para tentar compensar – que muitos restaurantes aceitam até cinco moedas diferentes (pesos uruguaio e argentino, real, dólar e euro).

Todavía acerca de la plata
   Do último ano para cá, o peso uruguaio se desvalorizou um pouco em relação ao real. Agora, a moeda brasileira vale algo próximo de U$11, quando era cerca de U$10 até não muito. Por isso, atenção aqui, ô viajante: ao desembarcar em Montevidéu, tenha o dinheiro suficiente para chegar até seu hotel. Depois, vá trocar em algum câmbio (coisa que não é difícil de encontrar). Só fica esperto que a grande maioria dessas casas funcionam de segunda a sábado. Domingo são poucas – e pagam menos, cerca de U$10,3 por R$ 1. Se for o caso, dá um pulo no terminal de Tres Cruces (a rodoviária), que lá funciona um câmbio com o preço do centro.
   Depois, divirta-se.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s