Volta ao mundo em menos de 30 minutos

   John e Mike são amigos há dez anos. O primeiro trabalha numa delegacia e o segundo, é repórter de uma rede de televisão. Os dois moram em Londres, Inglaterra.
   Como ossos dos respectivos ofícios, seguidamente eles cumprem seus plantões nos garoados dias londrinos. Às vezes, o horário de trabalho de ambos coincide.
   Por sinal, foi em um desses plantões que se conheceram. Entre crimes, prisões e pautas firmaram uma amizade que não é das maiores, mas eficiente. Volta e meia, Mike telefona para John para apurar alguma informação ou conseguir qualquer bastidor de determinado caso. O policial, por sua vez, já ligou para o jornalista pedindo “uma forcinha” para que seu trabalho tivesse um pouco mais de repercussão.
   No último sábado, os dois estavam de plantão. Mas estavam mais atentos ao louco aquele que matou dezenas na Noruega. Ambos têm medo que o terrorismo volte a dar as caras em Londres, potencial alvo terrorista.
   A tarde seguia sem mais casos assombrosos até uma ligação na delegacia de John. Uma mulher teria sido encontrada morta num apartamento no Norte da cidade. Ele deu tchau à televisão e foi atender a ocorrência, preparando-se para ver o 15º corpo no mês.
   Chegaram no endereço. A mulher realmente estava morta, mas espera aí. Ela é famosa. Ela é aquela cantora… Amy Winehouse. Na hora, pouco antes das 16h, John pegou seu celular e enviou uma mensagem para Mike: “Tenho uma boa para ti”.
   A quadras de distância, Mike viu o texto e ligou para o amigo, com quem não falava há uns bons 20 dias. Ao saber da informação pela fonte quente, avisou seu editor, que correu para colocar no ar, na sua TV, a Sky News. A rede noticiou a morte da cantora, aos 27 anos, e furou simplesmente todo mundo. “Demos antes.”
   A rápida passagem da Sky News gerou uma reação em cadeia. Um a um, os veículos de comunicação de todo o mundo foram publicando a notícia. Tudo com breves palavras ou com uma ou duas linhas. Os textos – muitos com erros de digitação da pressa do plantão de sábado – não continham mais informações que “Amy está morta” e “Amy morreu”. Em menos de meia hora, a nota já havia atravessado oceanos e o planeta inteiro sabia.
   Mal haviam se passado meia hora da ligação de John para Mike. Tempo em que um sem número de mulheres perdem no banho e que milhares de pessoas tiram para dormir depois do almoço. Um tempo, que até não muitos anos atrás, seria pouco mais que nada para quem planeja atravessar o mundo.
   Mas, com o corpo quente ainda, ninguém tinha certeza, tanto que a informação distorceu em algum ponto do caminho. “Overdose” e “cantora foi encontrada no carro” foram alguns dos desvios. Com medo do vexame histórico, todos os veículos creditaram a informação a “uma rede de TV britânica”.
   Foi só enquanto os estagiários dos jornais já estavam cansados de procurar, editar e publicar fotos da cantora que a polícia de Londres se manifestou. Felizmente – para os jornalistas de primeira viagem – Amy realmente estava morta. Já dava para publicar o obituário – que estava sendo feito às pressas pelo plantonista.

*É claro que o começo da história acima é ficção – embora não deva ter sido muito diferente. Fato é: devido à internet, a polícia chegou apenas menos de meia hora antes que o mundo inteiro ao local onde Amy foi encontrada. Como numa grande aldeia global, as pessoas foram se passando a informação até ela chegar a qualquer entendiado na parada do ônibus que portasse um smartphone. A velocidade – e a responsabilidade – disso tudo é tão grande que vale a reflexão, não acham?

Anúncios

4 pensamentos sobre “Volta ao mundo em menos de 30 minutos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s