Em teatro lotado, Jorge Drexler encanta fãs

O sorridente Jorge Drexler

Acho que cobertura de shows não é lá muito meu chão. Fiz o texto, li, reli. Não sei se era para ser bem assim, mas gostei. Assim como gostei muito dos dois shows do Jorge Drexler em Porto Alegre, no Festival de Inverno deste ano.


Abaixo, reproduzo a matéria sobre a primeira apresentação, publicada originalmente no site do Correio do Povo. E, fica a recomendação, se ele passar pela sua cidade. Não tenha dúvidas e vá assisti-lo.

   Eram 21h13min de sábado quando começou uma verdadeira sessão de hipnose no Teatro do Bourbon Country. O público, até então bem falante, silenciou. Finalmente o cantor Jorge Drexler subiria no palco dali a poucos instantes e tocaria por mais de duas horas às pessoas que esgotaram os ingressos para as suas apresentações em menos de um dia, na terça-feira. O show marcou a abertura do 5º Festival de Inverno de Porto Alegre. Neste domingo, ele repete a dose, no mesmo local.
   Na capital gaúcha, o músico uruguaio se sente em casa. E já ao desejar boa noite, demonstrou carinho que tem pela cidade: “Muito obrigado por existir”, disse, exibindo a característica simpatia. O espetáculo integrou a turnê do seu mais recente trabalho, “Amar La Trama”, lançado neste ano.
   Quando Drexler começou a entoar acordes aos fãs, silenciosos e atentos, reinventou-se. Desde “Transporte”, a primeira música, até “Sea”, já no bis, o uruguaio, sempre sorridente, fez uma releitura de sua obra. Tocou as canções com novos arranjos e outros ritmos, como o candombe – tradicional no país natal do cantor – e até mesmo bossa nova, em “Don de Fluir” e “Aquiles”.
   Os dois percussionistas da banda protagonizaram um show à parte. Também chamou atenção o trio responsável pelos metais que, em meio à apresentação, não conseguiu voltar a tempo para o seu posto no palco – depois de aparecer no segundo pavimento do teatro – e pegou o próprio Drexler desprevenido. “Isso nunca tinha acontecido antes”, contou, aos risos, o músico em meio a “Uma Cancíon me Trajo Hasta Aqui”. A cena arrancou risos da banda e do público, tornando ainda mais íntimo o show.

Vitor Ramil, é claro

   Já se tinham passado quase duas horas do show quando o uruguaio se despediu pela primeira vez. É claro que voltaria para o bis. E voltou logo a seguir. Com o violão e sozinho no palco, tocou “Soledad”. Na segunda música, já com o retorno da banda, chamou o amigo Vitor Ramil. Juntos, eles cantaram “Astronauta Lírico”, do gaúcho.
   Após o dueto com Ramil, continuou com a música título do mais recente trabalho, “Amar La Trama”, e, finalmente, “Sea”, encerrada com todos na plateia aplaudindo de pé.
   Neste domingo, às 21h, ele retorna ao palco do Teatro do Bourbon para a sua segunda e última apresentação no 5º Festival de Inverno de Porto Alegre. Os ingressos já estão esgotados.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Em teatro lotado, Jorge Drexler encanta fãs

  1. Eu gostei do texto. Quanto ao show, acho que teria gostado também. Mas não fui, então é só futuro do pretérito.

  2. Também estive na noite de sábado e pra mim foi o melhor show que ja vi dele…e olha que já estou no quarto…hehehe
    “Muito obrigado por existir”. Essa frase resume o carinho por Porto Alegre
    Gostei do teu blog. Já adicionei aos meus favoritos.
    inté

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s