Xeque pré-datado

   Ela o quer, só que não mostra. Ele a deseja, mas se segura. Quem admitir primeiro perde, embora no fim os dois vençam. E o joguinho continua. Ininterrupto. O desafio da conquista é permanente. Cada palavra é meticulosamente encaixada em toda frase. Nesse xadrez, o erro tem que ser zero.
   Ele não quer decepcioná-la. Ela quer se valorizar. Enquanto das bocas saem mentiras inócuas, o corpo entrega verdades pueris. O sorriso escapa, os olhares se cruzam. As mãos – sempre elas – acabam por se encontrar. Tocam-se, acariciam-se e voltam às trincheiras logo que são percebidas. Bendito seja o hiato da trégua.
   Notam-se: o cabelo é arrumado toda hora. Ela joga ao vento o perfume das ocasiões especiais. Ele mira o horizonte para parecer mais sério. Vendem a imagem de que não são quaisquer. Gostam-se. Ela quer dizer sim e fala não. Ele ouve o não e entende o sim. E continuam, porque ninguém cede. Ninguém fracassará.
   E, em meio ao embate, seguem achando deliciosamente difícil o caminho desse xeque mate, que mais cedo ou mais tarde acontecerá. Calculam, passo por passo, para descobrir: como, enfim, os dois (se) ganham?

Anúncios

4 pensamentos sobre “Xeque pré-datado

  1. Com a idade, os joguinhos tendem a diminuir. As pessoas são mais objetivas com o que sentem. Vai por mim, só melhora.

  2. Enrosca e enrosca. E depois me falam que a objetividade a solução para tudo. Deixa os dois se estudando, até que o mais corajoso se arrisque…bom é aí que tudo começa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s