Rápidas uruguaias

Da capital do Uruguai, escrevo. Estou aqui pra cobrir os preparativos para o carnaval motevideano – que se apresenta como algo bem diferente de boa parte do Brasil. Abaixo e nos futuros posts, um pouco mais sobre esse pequeno e simpático país. Em partes, como sugere o velho Jack.

Chorar não cansa nada…

   …que digam as crianças. Ora mais, ora menos – e às vezes aos berros –, uma menininha portenha mostrou disposição ao chorar durante boa parte do voo de quase uma hora entre Porto Alegre e Montevidéu. Para (tentar) evitar o ruído, onipresente em quase todo o avião, pedi ajuda aos Beatles e ao anfitrião da viagem, Jorge Drexler.

Comércio a bordo
   Era como enterro de anão: sabia que existia, mas ainda não tinha visto. Pois bem, a Pluna vende lanches a bordo e não dá nenhuma cortesia aos passageiros sem La plata. Primeiro, o carrinho cruzou o avião carregado de cafés, refrigerantes e sanduíches com cara bonita.
   Entretanto, especulo eu, o preço deve ser bem salgado. Lanchinho qualquer de uma passageira saiu por R$ 34,00. (não sei tu, caro(a) leitor, mas com essa grana, no mínimo descolo almoço e janta). Ainda depois da comida, os comissários-caixeiros atravessaram novamente a aeronave. Dessa vez, oferecendo vendendo a sobremesa: cigarros – ainda que não possa fumar a bordo – e toblerones.
De graça, nem sorriso da aeromoça. No, gracias.

Carrasco
   Não conheci o velho, mas posso garantir: o novo Aeroporto de Carrasco, em Montevidéu, é bem melhor. Inaugurado no último 29 de dezembro, ele tem arquitetura arrojada, inspirada em uma nave espacial. E, além de tudo, é simpático. Logo após o desembarque, sobre os portões de saída, consta a seguinte frase: “Mundo, bienvenido a Uruguay”.
Gracias, señor.

Tempo cerrado
   Sabe aquela massa de ar quente que castiga os gaúchos. Ela também tem efeito mais ao Sul. Bloqueando a passagem da massa de ar frio que se encontra pelo Pampa. Nesta quarta, mesmo verão, a temperatura chegou a despencar 12 graus do final da manhã à tarde. De 30 foi a 18 graus. E a chuva, ainda que não presente o tempo inteiro, se fez quase constante.

As fotos ficam pra mais tarde

Anúncios

10 pensamentos sobre “Rápidas uruguaias

  1. tu vai na feira de Tristán Narvaja que te falei (mas que acho que tu não leu). não perde essa!
    se precisar de mais dicas avisa.
    e aproveita essa cidade maravilhosa por mim!

  2. aaaaai eu sou apaixonada por essa cidade! tu vai ficar aí até quando? dia 13 eu to chegando! beijão tiago!

  3. Oi Tiago!
    Quero ver as fotos também.
    Senti pena de vc quando contou o caso da criança chorando a bordo! Ninguém merece uma coisa dessas! Hahaha…

    Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s