O homem, o mito, a lenda

bolt   Usain Bolt continua imbatível no Campeonato Mundial de Atletismo, que está sendo disputado em Berlim. Nesta quinta-feira (20), ele conquistou mais uma medalha de ouro, agora nos 200m rasos, com direito a quebra de recorde mundial. De novo. A medalha de prata ficou com Alonso Edward, do Panamá, e o bronze com o norte-americano Wallace Spearmon. Com a vitória, o jamaicano repetiu a dobradinha dos Jogos Olímpicos do ano passado, quando também foi campeão dos 100m e dos 200m.
   Usain Bolt disse, nesta semana, que queria virar uma lenda, um mito do esporte. E ele comprovou isso. Fenômeno das pistas, homem-voador, pulverizador de recordes, qualquer um desses adjetivos pode muito bem virar um sinônimo de Usain Bolt, disparadamente a pessoa mais veloz deste planeta.
   A prova dos 200m rasos pareceu um déjà vu de domingo (16), quando foi disputado os 100m rasos. Na ocasião, Bolt simplesmente não deu chances aos adversários e cruzou a linha de chegada (bem) a frente dos oponentes e estabelecendo um novo recorde mundial (9s59). Hoje, a história foi idêntica.
   Assim que entrou na pista do estádio olímpico de Berlim, a atmosfera ficou diferente. Alheias as outras provas que ocorriam simultaneamente, as câmeras voltaram-se para o atleta da Jamaica. Simpático, ele retribuia a atenção com sorrisos, beijinhos e acenos para a torcida alemã. Ele era o dono da festa. E sabia disso.
   Quando a prova começou, já nas primeiras passadas, o jamaicano mostrou que não daria chance para os outros competidores. Logo, logo, eles ficaram para trás. O adversário de Bolt, então, passou a ser o tempo. Que ele seria o vencedor, não havia mais dúvida desde a metade da prova. Naquele momento, a questão era: com recorde ou sem?
   Nesse duelo, de passada em passada, Usain Bolt foi vencendo. E, a uma distância considerável do segundo lugar, chegou na frente. O relógio marcava 19.20s – depois corrigido para 19.19s. Nem o tempo foi páreo para Bolt, o novo campeão e recordista mundial da prova dos 200m rasos. E, claro, nova lenda do esporte!

Publicado no JC antes!

Anúncios

Um pensamento sobre “O homem, o mito, a lenda

  1. Talvez somente os antigos punguistas de Porto Alegre alcançariam Bolt, numa corrida frenética por alguns míseros reais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s