Rotina online

   Que pauta? Tá! Vamos ver, hmm, aham, aham. Vai, escreve. Para, presta atenção. Olha o que ele tá dizendo. Boa essa frase. Copia. Digita. Mais rápido. Não tem nada no site da Zero Hora ainda. E nem do Globo! Vai, mais rápido. Digita logo. Peraí, peraí, peraí, escuta isso. Checa!
   Vai foto? De agência ou nossa? Qual? Acho essa, a melhor. Quem tirou? O texto tá quase pronto. Anda, vai. Revisa logo. Puta-que-pariu de palavra repetida. Me dá um sinônimo pra ela. Tá quase pronta. E a Zero ainda não deu. Beleza. Aguenta aí mais um pouquinho. Olha essa vírgula. Ela não existe, tira ela.
   Pronto? Revisa mais uma vez. E o título? Pode ser. Deixa eu só fazer uma linha de apoio. Não, não, essa palavra já tem na cartola. Bota a outra. Pronto!
   Vamo lá. Ah, servidorzinho, não cai, não cai, anda, anda. Abriu! Crtl C, Crtl V, tá, tá, tá. Publicar e…. beleza!
   Pode ir pra na capa!!!
   Qual é a próxima?

“Porque o jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não sofreu essa servidão que se alimenta dos imprevistos da vida, não pode imaginá-la. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte.”

Gabriel García Marquez

Anúncios

6 pensamentos sobre “Rotina online

  1. Tiaguito, já tinha lido esse parágrafo do Gabriel. Fantástico né??? Ah, postei uma observação pra ti no fim do post do meu blog…talvez tu nem precise ler, já que te contei tudo..

    P.S: Personagem mulher já temos. Falta o homem.

    Outra coisa, será que vamos precisar criar uma editora independente tipo a Casa Verde pra sermos publicados um dia??? Tô vendo que essa tem sido a saída de muitos escritores.

    E os contos não tão secretos assim…

  2. sim, sempre tem uma coisinha para arrumar e, claro, na correria…principalmente com as novas regras..ando sempre com minhas “colas” (umas folhinhas com o que é certo agora e o que não é mais).. caso precise…
    mas, ao mesmo tempo, como é bom ver o texto pronto e pensar, não é que deu?…mesmo que a alegria dure os segundos que antecedem o início da nova produção…
    mas isso é jornalismo a “paixão insaciável”…
    =)

  3. Tô emocionada com teu comentário. “A Tássia que eu aprendi a respeitar.” Alguém me respeita nesse mundo (só fica a dúvida de pelo que tu me respeita, ou ainda, se é respeito ou um pouco de susto)…que felicidade!!!

    Que bom saber que vou ter alguém sensato por perto sempre!!! Amo-te!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s