O tal do dia das mães

     Não sou muito de escrever coisas especiais em datas comemorativas. Principalmente como essa, de hoje: o dia das mães. Ora. Todos os dias são das mães, dos pais, dos avós, dos amigos e de quem mais quer que seja. O ano tem 365, 366 dias. Mães, pais, avós merecem mais que apenas 24 horas. Pelo menos eu acho isso…
     Sem pudor algum, digo – com todas as letras – “Eu te amo” pra minha mãe ou pro meu pai em qualquer ocasião, seja aonde for. Sinceramente, se todos fizessem isso, o mundo seria melhor. Uma pessoa que faria isso com certeza é o Rodrigão. No entanto, e infelizmente, ele não pode mais declarar-se pessoalmente aos seus genitores.
     Pelo menos já inventaram outras maneiras mais criativas para que ele pudesse dizer o que pensa. O Rodrigão fez isso. O texto que escreveu é mais bonito que qualquer propaganda do Zaffari. E é espontâneo. Não reproduzirei nesse post só para te deixar, caro(a) leitor, curioso e assim, entrar no blog dele e ler, clicando AQUI.
     Assino embaixo de tudo o que ele falou!

Anúncios

4 pensamentos sobre “O tal do dia das mães

  1. Fui ler tb. Tri lindo.
    É, eu que moro longe da minha mãe, faço dos dia das mães todos os dias ligando pra ela. dia das mães oficial é lance comercial e ela sabe que eu não tenho $$ hehhe

    bjo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s