Universo feminino – parte 1, por um imberbe

  Todas as mulheres são lindas. Percebi isso semana passada. Tudo bem, estava em um lugar meio suspeito – o saguão do prédio 7 da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, vulgo Famecos – e há muitas lindas lá. No entanto não é só lá, garanto. É possível constatar em todos os lugares que elas, ao contrário deles, se cuidam, se mantêm, enfim, querem ser observadas, notadas, desejadas. Ficam bem felizes com isso. (E quem não ficaria?).
   Não sei se essa seria a definição ideal, contudo foi dessa forma que interpretei uma palavra tão mais ligada ao meu sexo oposto. Simples e complexa ao mesmo tempo. Charme. O que seria isto exatamente? Não sei responder direito. Entretanto, dediquei-me em descobrir num esforçado exercício de observação, e averigüei: as mulheres têm, os homens não. Salvo um que outro, como o Richard Gere e George Clooney.
   E é esta palavra de seis letras, na minha opinião, que torna as moças bonitas. O único trabalho que nós, barbados, precisamos ter é identificá-lo. O charme feminino se manifesta em quaisquer formas. Às vezes é no piercing brilhante num abdome perfeito, porém nada impede de estar naquele quilinho a mais que teima em permanecer na cintura. Elas também encantam em quesitos não-físicos. Pelo espírito aventureiro de querer desvendar a Venezuela ou de ser voluntária de alguma ong na África.
   As mulheres sabem exatamente qual é o seu charme. E gostam de usá-lo em suas conquistas. O problema incontrolável é que, volta e meia, esse charme acaba atingindo alvos alheios, provocando na pobre rapariga aquela dúvida cruel: ‘por que só ele não me quer???’.
   Quer sim… Todos querem!
   A questão é simples: saber usar o charme certo, pois as coisas são como canta a música: “Garotos nunca dizem não.” Tudo se trata de usar a artimanha correta para vencer a ‘esgrima do flerte’. Superada essa etapa, é correr para o abraço, para o beijo, para a c… enfim, para o cônjuge.
   Tudo é simples. Não sei porque complicam.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Universo feminino – parte 1, por um imberbe

  1. Muito boa essa sua conclusão. Umas são mais ou menos charmosas, mais todas tem isso muito mais aguçado do que nós humildes hommus erectus….que as vezes para fazer a barba é uma luta! Pode reparar que nas férias a 1º coisa que os homens pensam é não fazer a barba….já a mulher quer se cuidar mais ainda. Imaginam-se tomando banhos longos e passando o ritual de cremes pra todas as partes do corpo…fora a dieta!!!rsrsrs…
    Viva as diferenças!

  2. Sim, homens têm charme.
    Se assim não fosse, nós mulheres “cheias de charme”, não gostaríamos tanto dos mesmos.

    Bjoo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s